Saltar para o conteúdo | Saltar para o menu lateral

26 dezembro 2006

Tomar banho de chuva, não tem preço!!!

Na véspera do natal, finalzinho da tarde e com o sol já em clima de final de festa, resolvi dar uma corrida já prevendo o excesso de calorias que estava por vir...

Há alguns anos, quando comecei a correr, qualquer desculpa era o suficiente para uma procrastinação... “amanhã eu corro, tudo bem” e empurrava com a barriga.

Correr sozinho, só se fosse com som alto e em ritmo acelerado, mesmo assim, quando podia, dava desculpas para parar antes da hora.

Para piorar, freqüentar academia na hora do almoço durante a semana era minha única alternativa para praticar exercícios. No início, era muito complicado, correr na esteira, olhando para um cromômero que parecia estar em câmara lenta, com a temperatura sempre em elevação, assim como a minha fome.

Mas o bacana, é que com o tempo foi ficando mais fácil, e aos poucos, aumentei a distância percorrida e melhorei meu tempo.

Mesmo nos dias quentes de verão e que estou cansado, a recompensa vem com uma longa ducha acompanhada da sensação do dever cumprido, bem estar e da impressão que o dia está apenas começando.

Melhora muito meu humor e auto-estima e os meus problemas, já não são assim tão feios, pelo contrário, me sinto motivado a resolvê-los com novas idéias que começaram a brotar durante e depois da corrida.

É um curioso paradoxo, mas depois de praticar atividades, sempre tenho mais disposição física e intelectual, para criar e desenvolver projetos. Principalmente para quem, como eu, fica as vezes mais de 18 horas sentado em frente a um computador.

Outra coisa legal, é que aproveito o tempo sozinho durante a corrida para pensar e repensar minha vida pessoal e profissional e por tabela, mantenho a saúde em dia.

Atualmente, correr e praticar esportes como squash, longskateboarding, malhar ou fazer levantamento de copos, sempre me fazem ter boas idéias...

O objetivo aqui não é fazer apologia ao culto do corpo, muito menos fazer ninguém virar um atleta da noite para o dia, mas incentivar o hábito da prática de exercícios diários. Pode ser uma simples caminhada matinal, aulas de danças salão, natação, andar de bicicletas, ou qualquer outro exercício, não faz diferença. O importante é escolher algo que te dê prazer e sirva como válvula de escape para a rotina diária em casa e no trabalho.

Infelizmente, quase sempre vejo amigos e colegas de trabalho reclamando de dores no corpo, cabeça, insônia, gastrite, ansiedade, irritabilidade e stress, normalmente causados pela sobrecarga de trabalho, problemas, excesso de alimentação e falta de atividades físicas.

Mas é importante lembrar que antes de iniciar qualquer atividade, é fundamental procurar ajuda profissional e fazer testes de esforço, sangue, etc.

Voltando a véspera do natal, quando acabei de correr na praia, próximo ao pontal no Recreio dos Bandeirantes, começou a chover bem fraquinho, mas não dei muita atenção.

foto do por do sol na praia do Recreio dos Bandeirantes - Rio de Janeiro

foto do pontal na praia do Recreio dos Bandeirantes - Rio de Janeiro

Quando comecei a caminhar, começou a chover muito forte, então corri para debaixo de uma árvore para me proteger da chuva.

Depois de um minuto, me dei conta que além de suado, também já estava um pouco molhado da chuva e não tinha porque me esconder.

Que se dane o tênis novo, saí e caminhei lentamente durante uns 15 minutos em baixo de muita chuva... foi como lavar a alma e voltar no tempo uns 20 anos pelo menos...

Como pude esquecer o prazer de um simples banho de chuva em um belo dia de verão?

4 comentários:

Fernando Aquino (Nandico) disse...

Oi Horácio! Vida boa, hein!? =) Keep walking!! Abraços, tudo de bom!!

Ednamay disse...

lavar a alma em todos os sentidos , pois por acaso é fotografia ?

esta obra de arte que a natureza do Recreio nos oferece?

adorei a chuva, o banho e essas fotos

Monica disse...

Nossa...você está coberto de razão, tomar banho de chuva é simplesmente maravilhoso!!! Isso lembra minha infância, levávamos até sabonete para a rua, as mães ficavam só vigiando para ver se não estava relampejando.
Adorei o que escreveu, e as fotos estão lindas. Tudo de bom e muito banho de chuva pra nós!
Força Sempre!!!

Angela disse...

Pois saiba que já saí de casa e fui pra mesma área ali do Pontal e fiquei debaixo de um belo temporal.À noite. Eu de casaco , calça jeans, sentindo frio e o som forte do mar bravio. Mas eu precisava muito andar, andar com vigor, chorar,pensar em voz alta... fiquei nisso quase uma hora. Fiquei bem mais aliviada, mas sem muita saída pro problema que causou tudo isso. A chuva exerce uma grande atração sobre mim. Só o fato de ficar contemplando-a, sentindo seu cheiro bom e ouvindo seu som...adoro! Parabéns pelo texto, Horácio! Ah! Temos o Soares em comum. Visita meu blog, tá!Te aguardo lá. Acesse pelo perfil do orkut Angela CSW. Abraçosssssss!

 
Clicky Web Analytics